Saltar para o conteúdo principal Estrutura do site Mapa do site
Este site utiliza cookies

Utilizamos cookies para lhe proporcionar a melhor experiência de navegação. Ao continuar a navegação neste site está a consentir na sua utilização. Para saber mais sobre cookies, consulte a nossa Política de Cookies.

Editar
Exposições

30 June 2022

Inauguração da exposição "Viagens na nossa Terra"

Uma viagem de comboio, uma visita a uma estação ou a um museu ferroviário provocam vivas emoções em todos nós pelas memórias que despertam.

Inauguração da exposição

Foi hoje inaugurada a exposição de pintura "Viagens na nossa Terra" de Isabel Nunes, estando disponivel ao público no horário de funcionamento do Museu.

A cerimónia decorreu em ambiente informal e contou com a presença da pintora e de representantes de várias instituições do Entroncamento. 

“Se eu quisesse dar um nome ou um título à pintura de Isabel Nunes, simplesmente lhe chamaria “O Instante Luminoso”, porque toda a sua obra é impulso de uma necessidade, de uma emoção, subjetiva e mágica pela maneira sensível e particular como ela vê o mundo que a rodeia e capta o momento, o instante, num arrebatamento de cor, numa luminosidade translúcida (...).”

Ana Duarte, “Isabel Nunes um percurso na pintura e na vida”.

Parafraseando as palavras da Dr.ª Ana Duarte, foi num “impulso de uma necessidade, de uma emoção” que fui levada a pintar estas obras com a temática dos comboios.

A Arte, para além da sua componente estética, é acima de tudo um meio de comunicar e de levar até ao público uma mensagem que traduz o estado de alma do artista e a sua determinação.

Conjugo a investigação, a história e a pintura para criar as minhas próprias estórias carregadas de sonho e de mistério.

Foi neste contexto que surgiu a vontade de estudar, olhar, sentir e pintar os comboios, num período em que o meu marido fez parte do Conselho de Administração da EMEF, e através do diálogo com ele e do acesso a este mundo, carregado de história, de valores humanos, culturais e científicos, que me entusiasmei a "viajar" de comboio através da cor e da luz, convidando os passageiros a embarcar nessa viagem e a descobrir mais acerca das sua estórias e da sua herança.

E porque entre a imaginação e a realidade há um espaço que medeia, por vezes em “alta velocidade”, o resultado destas obras levaram-me a pensar que, para além de um aspeto meramente decorativo, elas eram portadoras de imagens também merecedoras de um papel mais amplo de divulgação do nosso património ferroviário. Emboída do entusiasmo e dedicação com que as elaborei, achei que faria todo o sentido que pudessem ser fruídas por um público mais vasto e integrar o acervo do Museu Nacional Ferroviário, razão pela qual fiz esta doação.

 Isabel Nunes

 

Poucos objetos serão tão universais como os comboios e a ferrovia. Uma viagem de comboio, uma visita a uma estação ou a um museu ferroviário provocam vivas emoções em todos nós pelas memórias que despertam. Não importa se tivemos uma infância e juventude marcadas pelos comboios, seja pelas vivências, seja pelas estórias que nos foram transmitidas. Todos somos filhos da ferrovia pelas nossas memórias, bem como pelos livros que lemos, pelos filmes que vemos, pela poesia, pela pintura, pela escultura e até pela música. De facto, os comboios povoam a nossa imaginação também porque marcam as artes, todas as artes.

Por isso é para nós, Fundação Museu Nacional Ferroviário (FMNF), gratificante apresentar estes trabalhos de Isabel Nunes que, com a sua sensibilidade plástica, espelham uma vivência muito ligada ao caminho de ferro. Esta é a nossa forma de agradecer a doação destas obras, que passam a fazer parte do magnífico espólio da Fundação, devendo proximamente ser expostas não apenas nos Núcleos Museológicos da FMNF, como noutros espaços de interesse.

 Manuel Cabral

Presidente do CA da FMNF

MNF, 30/06/2022

Exposição inauguração de exposição Inauguração de exposição